Fazer a caminhada pela Costa do Descobrimento é ver o tempo passar no ritmo da Bahia. Com paisagens maravilhosas, ladeadas pelas falésias, é de se apaixonar.

A chamada Costa do Descobrimento é rica de beleza natural e cenários estonteantes. Na região da Praia do Espelho e Trancoso, no município de Porto Seguro (Bahia), duas trilhas são muito populares: do Rio dos Frades e do Espelho até o vilarejo de Caraíva. 

São quase 10 quilômetros em uma caminhada cenográfica da Praia do Espelho até Caraíva, entre rochas e falésias. Rios, lagoas, trilha para ultrapassar um desfiladeiro e muita beleza natural. O esforço vale à pena. Ela é muito bem sinalizada, principalmente na área da subida e descida da falésia, depois é só seguir “toda vida” pela praia. Lagoas no caminho refrescam a aventura.

Caraíva é um rústico vilarejo, cercado por uma reserva de índios Pataxós, rio e mar. A sensação é de estar em uma ilha. Suas poucas ruas são de areia, entre casas coloridas e muita beleza natural. Sua simplicidade atrai muitos turistas, principalmente na alta temporada.

Praia do Satu, no meio do caminho

Preparação para a caminhada

Agora, é necessário um certo preparo: a maioria da caminhada é feita na areia, embaixo do sol que não dá descanso. Protetor solar, chapéu, óculos escuros, repelente, água e cobrir os ombros são alguns cuidados necessários. Roupas de banho é mandatário, seja para aproveitar as duas lagoas no caminho ou para um mergulho refrescante, para amenizar o calor. Para atravessar a falésia é necessário algum tipo de calçado, fomos de Havaianas e já ajudou. Se tiver calçado de andar na área ajuda, depois de algum tempo do contato dos pés com areias algumas bolhas podem surgir – ou pelo menos ficar com uma certa sensibilidade.

Praia do Espelho, ponto de partida da caminhada

É necessário levar dinheiro, não só cartão, para a parada estratégica na Praia do Satu, bem no meio do caminho, onde água de coco geladinha é vendida.

A trilha

São 10 quilômetros que é possível fazer em, mais ou menos, duas horas e meia, contando uma parada rápida. Comece caminhando a Praia do Espelho até o final, rumo a direta, olhando para o mar. No final da Praia do Espelho, após um platô de pedra e uma placa “cão bravo” já verá a trilha para atravessar a falésia e é só seguir as placas  E aí é só seguir a praia. E realmente não tem erro.

Lagoa Luara, no meio do caminho

Ao chegar no rio de Caraíva, índios Pataxos fazem a travessia de barco (R$5 por pessoa). Se quiser rumar diretamente até o Boteco do Pará, afinal uma cerveja gelada e um pastel de arraia é compensador depois desta caminhada, o preço é R$10, por pessoa.

A volta

Olha com cuidado a tábua das marés, geralmente não dá tempo de fazer a caminhada de ida e de volta no mesmo dia. Isso porque a maré sobe e alguns trechos ficam muito difícil a passagens. Não corra risco, em Caraíva vários taxis ou barcos fazem o trajeto de volta. Se quiser, pode deixar combinado com um barco na praia do Espelho, que eles buscam. Lembre-se: Caraíva é um vilarejo rústico no extremo sul da Bahia, o celular tem pouquíssimo sinal por lá. Combine bem o local de volta. E leve dinheiro para os gastos, a maioria não aceita cartões de crédito.

Posts relacionados