Um dos destinos mais visitados e conhecidos do mundo oferece uma gama de programas para todos os perfis. Berço da cultura e da arte, a capital francesa é uma cidade que merece ser explorada a fundo, para isso reserve – pelo menos – de cinco a sete dias para curtir os principais pontos que não podem ficar de fora do seu roteiro. 

Conheça um dos mais famosos cartões-postais do mundo

A Torre Eiffel é o símbolo icônico da cidade. É possível subir ao topo da torre, que tem uma bela vista panorâmica, ainda mais especial no pôr do sol. Se optar por não encarar a fila, da Praça do Trocadéro dá para contemplar o cartão-postal. Desça os jardins, encoste em um dos banquinhos e aprecie a vista saboreando um sorvete ou um crepe de Nutella.

Caminhe pela Champs-Élyseé

Uma das avenidas mais charmosas e sofisticadas do mundo, abriga marcas de luxo, como Dior, Chanel e Louis Vuitton. Não deixe de fazer uma pausa em um tradicional café ou na boutique Ladurée para experimentar um típico doce francês, o macaron.

Suba no Arco do Triunfo

Nem todos sabem, mas é possível subir no Arco do Triunfo. A paisagem lá de cima compensa o esforço de encarar mais de 230 degraus. No topo, há um pequeno museu que conta a história do monumento, que se tornou parte da paisagem urbana e da cultura nacional francesa.

Se perca pelas ruas de Montmartre

O bairro mais boêmio de Paris exala encantos por toda parte, com suas ruas arborizadas, lojas, restaurantes, cafés e seus artistas de rua. É aqui que está situada a famosa basílica de Sacré-Coeur – um dos monumentos sagrados mais importantes, o Café des Deux Moulins, eternizado pelo filme Amelie Poulain, o famoso cabaré Moulin Rouge e o Muro do Eu Te Amo, onde está escrito a frase em mais de 300 idiomas. Por estar localizado no alto de uma colina, a vista é de tirar o fôlego. Aliás, há quem diga que é um dos lugares mais fotogênicos da cidade.

Vista da escadaria da Basílica Sacré-Coeur, em Montmartre

Visite (ao menos) um dos principais museus

Uma gama de excelentes e importantes museus estão espalhados pela cidade, e é possível passar dias, meses e anos visitando seus corredores. Como, infelizmente, turistas não têm tanto tempo assim, escolha ao menos um para apreciar suas obras. Sugestões: o Centre Pompidou, que tem um acervo bem expressivo de artistas do século XX e XI, o belíssimo Museu D’Orsay, instalado em uma antiga estação ferroviária, que traz obras importantes entre 1848 e 1914, e claro, o famoso Museu do Louvre, onde está hospedado diversas obras de renomados pintores, incluindo a Mona Lisa de Leonardo Da Vinci. O mais novo monumento da cidade, a Fundação Louis Vuitton, é um espetáculo arquitetônico que já vale a visita.

Faça um piquenique

Se quiser viver a autêntica Art de Vivre parisiense, não deixe de fazer um piquenique em uma das praças ou parques da cidade. E, acredite, são muitas opções! Entre elas, a Place des Vosges, a Champs des Mars, com vista para a Torre, ou o jovem e descolado Canal St. Martin são ótimas opções. Providencie o kit básico do piquenique local: pão, queijos e um bom vinho… voilà, curta um clássico programa francês.

Contemple o Jardim de Luxemburgo

O maior parque público de Paris possui aproximadamente 22 mil hectares de jardins floridos, lagos, fonte, esculturas (são mais de 100, quase um museu a céu aberto) e diversas áreas de lazer para adultos e crianças. É onde está sediado o Palácio de Luxemburgo, hoje, senado francês. Aqui, vale sentar em uma das cadeiras para ler um livro ou até fazer um delicioso piquenique. 

 

Visite a Catedral de Notre-Dame

Considerada uma das mais antigas catedrais da Europa, foi construída em estilo gótico e oferece visitação gratuita, sendo cobrado apenas a subida à sua torre. São 422 degraus até o topo, onde dá para ver Paris emoldurada pelos diabos desenhados por Viollet-le-Duc.

Vista do topo da Catedral Notre-Dame
Place des Vosges, no bairro Le Marais

Curta o agito do Le Marais

Bairro que abrigou por muito tempo a aristocracia de Paris, hoje é palco de alguns dos melhores restaurantes, galerias de arte e lojas sofisticadas da cidade. Além de museus (Carnavalet e Picasso) e diversos prédios históricos, razão pelo qual é considerado Patrimônio Histórico pela UNESCO. Possui um lindo parque, a Place des Vosges, onde morou o escritor Victor Hugo.

 

Fotos Shutterstock e Pamela Carvalho

Posts relacionados