Maripili: tradicional espanhol bom e barato em SP

Se tem um estilo de restaurante que me agrada muito é os chamados os “achados”, no melhor estilo bom e barato, que oferecem um custo muito menor que o benefício. O bar restaurante Maripili (diminutivo do popular nome Maria del Pilar) se encaixa neste perfil com louvor. Fica em uma pequena casa de esquina na Chácara Santo Antônio, em São Paulo, comandada pelo espanhol Dario Taibo. Com uma filosofia de seguir à risca a tradição das tascas espanholas, não tem paella ou sangria, itens que remetem instantaneamente à culinária da Espanha. Com menos de 40 lugares – disputados – é comum ouvir a língua espanhola nas mesas vizinhas.

 

maripili-02

 

O nome tasca significa taverna em espanhol, usado para locais despretensiosos que servem beliscos, pratos e bebidas. Traduz na íntegra o ambiente do Maripili, com imagens em suas paredes que remetem à cultura local. Caixas e garrafas de vinhos – de vários países – também enfeitam as prateleiras, e podem ser comprados.

 

maripili-03

 

Entre os pratos do enxuto cardápio, não deixe de pedir de petisco o mix de embutidos com chorizo ou o jamón serrano, acompanhe com o refrescante Pacha, a base de licor basco Pacharana. Para a entrada, a tortilla lidera os pedidos. E como prato principal, o rabo de touro (rabada) é incrível, com carne que desfia.

 

maripili-04

 

Tradicional, o bacalhau à vizcaína é um grande sucesso na casa. De sobremesa, a Natilla vale todas as calorias, uma versão da creme catalana, mais leve e saborosa. Dependendo do menu do dia (da sorte), a Natilla de Torone é uma versão simplesmente deliciosa.

 

maripili-05

 

A cozinha é comandada pelo chef paulista Luiz Macedo, que assumiu com perfeição a execução das receitas criadas pelo espanhol João Calderón, que ocupava o cargo. A carta de vinhos impressiona, não só pelas boas escolhas, mas pelo preço. Não sei se vi uma carta com um custo beneficio tão bom e preços tão justos na cidade. Um exemplo são os tintos Casa Del Toqui, chileno, reserva merlot ou cabernet sauvignon, a R$ 49. Os argentinos Cava Negra (Chardonnay e Malbec) e Família Barberis, ambos Malbec, custam, respectivamente, R$ 25 e R$ 49. O motivo? O dono, Dario Taibo, também tem o Sociedade da Mesa (onde você faz uma assinatura e recebe uma seleção por mês).

 

Maripili
Tel.: (11) 5181-4422

R. Alexandre Dumas, 1.152, Santo Amaro, São Paulo-SP

Posts relacionados