De festas infantis a comida de boteco, a coxinha é unanimidade. Receitas do salgadinhos figuram nas vitrines dos bares da cidade à menus de restaurantes renomados.

A coxinha ideal deve ter a proporção massa x recheio equilibrada, ser crocante e sequinha. Escolher as melhores não foi tarefa fácil, mas sim deliciosa. Confira onde comer as top coxinhas em São Paulo:

Veloso

Sabemos que o Veloso não é novidade para ninguém nas listas das melhores da cidade. Para conseguir uma mesa no bar chegue cedo ou se prepare para esperar horas na porta. A disputa por mesa são por conta delas, as coxinhas de frango com catupiry feitas na casa, super crocantes por fora e cremosas por dentro.

coxinha-veloso

Uma vez lá não deixe de pedir a caipirinha de jabuticaba ou de carambola com manjericão, combinação perfeita para degustar o salgado. Para fechar com chave de ouro peça uma porção de churros, tão incríveis quanto as coxinhas.

Rua Conceição Veloso, 54, Vila Mariana (11.5572-0254)

Frangó

Outro nome famoso no meio das coxinhas, o Frangó Bar fica fora do eixo de bares mais badalados de São Paulo, mas está sempre lotado de gente que atravessa a cidade para aproveitar seu vasto cardápio de cervejas nacionais e importadas (são mais de 500 opções de cervejas) e, é claro, suas premiadas coxinhas de frango com catupiry.

coxinha-frango

Aberto há 28 anos, a receita é de família, o recheio de frango bem temperado com queijo Catupiry, massa saborosa e casquinha bem crocante.

Largo da Matriz Nossa Senhora do Ó, 168 – Freguesia do Ó (11.3932-4818)

Bar da Dona Onça

No centro de São Paulo, no famoso edifício Copan, está o Bar da Dona Onça, comandado pela chef Janaina Rueda. No cardápio muitos pratos que lembram comida do interior, é difícil escolher o que pedir entre tantas opções saborosas. Mas, de entrada, a coxinha  de galinha caipira é imperdível. Pequena, mega cremosa e crocante, peça uma das caipirinhas da casa para acompanhar, combinação perfeita.

Av. Ipiranga, 200 – loja 27/29 / Tel: (11) 3257-2016

 

Bar Número

Com uma fachada discreta, ambiente intimista e elegante decoração, o Bar Número surpreende com uma saborosa porção de coxinha que chega quentinha com molho doce apimentado.

coxinha-bar-numero

Para quem gosta de balada o bar oferece ainda uma pista de dança com música eletrônica às sextas, e se não gosta de balada vá só pela coxinha que vale a pena.

Rua da Consolação, 3585 – Jardins (11.3061-3995)

Ofner

Difícil achar um paulistano que não conheça a coxinha da Ofner. Doceira tradicional da cidade, marca presença em shoppings e outros pontas de São Paulo. Em seu cardápio três opções de coxinha, a coxinha desfiada ( apenas com frango bem temperado desfiado no recheio), e a coxinha com catupiry (com frango desfiado e catupiry no recheio).

coxinha-ofner

A nossa predileta e, provavelmente, a mais famosa da casa: a coxinha creme (uma coxa de frango inteira, temperada e cozida e coberta com massa especial a base de manteiga).

Al. Campinas, 1160 e diversos endereços. (11.3889-9598)

Praça Cheese

O Praça Cheese é aquele típico boteco que turminhas de faculdades se encontram de tarde, enquanto cabulam aula, para ficar bebendo cerveja sem pressa. Não tenha preconceito, entre no clima, sente em uma das mesas de plástico na calçada e peça suas deliciosas coxinhas, que vêm super recheadas com belos pedaços de frango.

coxinha-praca-cheese

Para acompanhar uma boa cerveja de garrafa que chega na mesa super gelada.

Rua Alvaro Anes, 25 – Pinheiros (11.3812-1857)

Bar Razzmatazz

O bar na Vila Madalena, com decoração inspirada nos galpões industriais de Manchester, na Inglaterra, e com muito rock e música indie britânica nas caixas de som, tem uma coxinha crocante de frango com requeijão temperada com jambu, uma erva paraense que faz tremer os lábios, que é incrível.

coxinha-razzmatazz

Tudo lá é artesanal, desde os xaropes, caldas e bitter usados nos drinques, até as petiscos, que levam produtos frescos trazidos diretamente da terra natal dos donos do bar, Belém, no Pará. Daí a explicação da inusitada receita da coxinha com jambu, que chega acompanhada de pimenta Cumari do Pará.

Rua Wisard, 271 (11.2738-8522)

Fast Berlin

Já falamos do Fest Berlin (clique aqui), um restaurante que serve os pratos que os alemães, especialmente os berlinenses, comem nas ruas, tudo harmonizado com a bebida mais característica do país: as cervejas. E nas sextas e sábados eles servem uma adaptação da nossa coxinha recheada de joelho de porco e cream cheese.

coxinha-joelho-de-porco-fast-berlin

A guloseima é feita na casa e não segue um tamanho muito padrão, então não fique chateada se a coxinha do seu amigo vier muito maior que a sua,  encare isso como prova de comida feita em casa e saboreie a super recheada e deliciosa coxinha alemã.

Rua Mourato Coelho, 24 (11.3064-4652)

Z Carniceria

No Largo da Batata, em Pinheiros, está o Z Carniceria, que funcionava na Rua Augusta e reabriu no final de 2015 no novo local. O bar com cara de modernete, decorado com cabeças de gado e neons, tem uma ótima cozinha que merece ser desvendada até pelos mais caretas (ele abre na hora do almoço para quem não quiser curtir a balada de noite). Entre as delícias do menu está a coxinha de rabada ao molho de chimarrão, diferente, bem temperada e muito saborosa. Para acompanhar? Peça o Bloody Mary da casa que é delicioso ou a soda italiana de cranberry, suco de limão, hortelã e xarope de açúcar com água com gás.

Av. Brigadeiro Faria Lima, 724 (11.2936-0934)

Zé Gordo

Tradicional bar do Itaim Bibi, com ambiente simples e cerveja bem gelada, é local ideal para um Happy Hour ou almoço informal. Com um amplo cardápio que vai de frutos do mar (especialidade da casa) a sanduíches, as opções de petiscos também fazem muito sucesso.

coxinha-mineira-bar-do-ze

Com três opções de coxinha (mineira, catupiry e camarão), a coxinha mineira, com recheio de frango e queijo mineiro, nos conquistou.

Rua Clodomiro Amazonas, 321- Itaim Bibi (11.3168-1826)

Fotos: Tina Bornstein e Divulgação 

Publicado: Abril / 2016

Posts relacionados