Muito procurados por ser o berço da civilização Inca, o Vale Sagrado e Cusco certamente estarão na sua lista de lugares para se visitar no Peru. Além de belezas históricas e paisagens, a viagem sempre fica melhor aliada a boa gastronomia, não? Quer uma lista de onde comer por lá?

Peru – O Vale Sagrado dos Incas tem este nome por sua representação para esta civilização: representava o céu na terra. Isso pelas suas qualidades geográficas e climáticas, com um solo muito rico. Foi um dos principais pontos de produção dos Incas, pela riqueza de terras, de técnicas de maestria e hidráulica (Machu Picchu) e agricultura (Moray). Hoje, é o lugar onde se produz o melhor grão de milho no Peru. E tem muitas variedades de legumes e hortaliças que só experimentará aqui. E que tal um tour gastronômico pela heranças dos Incas aqui?

MIL Centro (Moray, Valle Sagrado)
Conseguir uma reserva no Central, em Lima, é uma tarefa um tanto difícil, já que são apenas 20 disputados lugares. O que poucos sabem é que o chef Virgílio Martinez abriu em fevereiro sua nova casa, a mais de 4 mil metros acima do nível do mar, na região de Cusco: o Mil Centro. Com uma vista incrível dos Andes Peruanos, ao lado das ruínas de Moray, é um projeto que convida a degustar as altas altitudes, nas variadas espécies encontradas no país com um laboratório agrônomo. Todos seus ingredientes são de comunidades a menos de 50km ou produção própria, em uma volta do chef as suas origens. O menu degustação custa US$ 145, cheio de sabores e ingredientes que nunca terá visto, como carne de Alpaca com quinua negra, cushuro (alga esférica) e sacha tomate (lembra o tomate cereja).

Queijo local tostado do MIL Centro (Foto: Divulgação/Site)

Por dentro do novo restaurante MIL Centro em Moray, de Virgílio Martinez (Central) 

La Casona (Cusco)
Dentro do charmoso hotel Inkaterra, que pertence o Relais Chateaux e fica em um prédio histórico. A refeição é feita em uma sala de paredes de pedras, com elegante decoração local. Ingredientes frescos, naturais e nutritivos em uma deliciosa refeição, descobrindo os segredos da culinária típica.

Camarões do restaurante Cicciolina Cuzco (Foto: Reprodução/Site)

Cicciolina (Cusco)
Com decoração bem interessante, cheio de coisas penduradas, é um dos mais famosos restaurantes de Cusco. A comida e os vinhos estão em todo o redor, os cheiros que vêm da cozinha te encantam, assim como o cuidado dos garçons.

O restaurante presta atenção em detalhes, o que cria um ambiente perfeito para querer ficar mais um pouquinho… O restaurante fica no segundo andar de uma antiga casa colonial, com diferentes ambientes, perfeito também para uma taça de vinho ou desfrutar de uma tapa, na área do bar.

Triunfo 393, Cusco 08000, Peru

Chicha
O premiado chef Gastón Acurio (dono do Tanta e do Astrid&Gastón, considerado embaixador da cozinha peruana e, em partes, é dele a “culpa” por ter colocado novamente a gastronomia peruana no mapa) também tem um restaurante para chamar de seu, em Cusco. O Chicha é um espaço de comida regional, não só pelos ingredientes, mas também porque ressalta a cultura e os costumes – que vai desde a técnica de preparo e o fomento dos produtores locais. Com uma ode à sabedoria cusqueña, apresenta receitas tradicionais, como o cordeiro, papa rellena (salgado típico, feito com mandioca e carne), polvo, além da sua famosa esfera de chocolate.

Polvo da Chicha, com ingredientes bem locais, como o milho (Foto: Reprodução/Site)

Plaza Regocijo 261, segundo piso, Cusco / Tels: +51 (084) 240520, 240717 e 998191613

Limo
Milenar, a cozinha japonesa encanta por onde passa. Inclusive, seu paladar mescla às locais assim que pisa em novo solo. E não só isso: suas técnicas e ingredientes também são adaptados. E essa é a proposta do restaurante Limo, que – apesar de ficar no segundo andar de um prédio ancestral – tem menu bastante moderno. Herdou dos japoneses a tradição no paladar limpo, os ingredientes frescos e a riqueza dos detalhes. O ceviche, por exemplo, é um belo exemplo de como as duas cozinhas se encontram: delicioso!

Restaurante herdou dos japoneses a tradição no paladar limpo (Foto: Reprodução/Site)

Portal de Carnes 236, segundo piso, Plaza de Armas / Tel.: +51 84 240668

Baco
Irmão mais novo do restaurante Cicciolina, o Baco – como o nome sugere – é um templo para adoração dos vinhos (em especial aos da América do Sul). Resumir o lugar é simples: destinado àqueles que gostam de harmonizar seu prato preferido com algum rótulo de vinho. Despretensioso, o ambiente é rústico, com pinturas coloridas e detalhes em madeira e ferro, com charmosos baldes de flores frescas por todos os cantos. A qualidade da comida é fabulosa: ingredientes frescos, pizzas de forno, carnes (tipo churrasco), vegetais e frutos do mar ornam com sopas, saladas e massas. É um lugar para compartilhar os petiscos e harmonizar com um Malbec da Argentina, por exemplo. Quando for, peça as vieiras e/ou o porco. Imperdíveis!

Pratos pedem combinação de vinho – sul-americano, claro (Foto: Reprodução/Site)

465, Ruinas, Cusco, Peru / Tel.: +51 84 242808

Experimente os ceviches, claro (Foto: Reprodução/Site)

Ceviche Seafood Kitchen
Irmão mais novo do Morena Peruvian Kitchen, que imprime nos pratos o mosaico cultural (e colorido) da cozinha peruana, o Ceviche também leva aos andes os sabores da Costa do Peru. Ele dá um toque moderno à tradicional cevicheria peruana, usando apenas frutos do mar dos mais frescos e sempre com ingredientes bastante locais (alguns são apresentados em cestos como parte da decoração linda e criativa).

Com o ambiente rústico e um toque de sereismo (com muitas conchas e estrelas do mar), a cozinha aberta desperta a curiosidade para ver o preparo dos pratos. Quando for, não deixe de experimentar um dos cinco tipos de ceviche (clássico criollo, barrio, mixto, picante e máncora), o melhor de Cusco.

Portal Harinas 181, Plaza de Armas, Cusco / Tel.: +51 84 266 334

El Huacatay (Valle Sagrado)
“El Huacatay“ é um pequeno restaurante, que vem se tornando referência em culinária criativa na região de Urubamba. Os pratos não se limitam a serem apenas gostosos, mas trata-se de uma experiência para todos os sentidos. O chef Pio Vásquez Velasco acredita que a atmosfera do lugar e a estética devem fazer parte do encanto (de se comer em um lugar). Em seu menu, ele não gosta de se encaixar em apenas uma prateleira: há influências e elementos mediterrâneos, asiáticos e, claro, peruanos e regionais. Na composição de seus pratos, busca textura, apresentações, harmonizando sabores intensos. O menu mescla massas, frutos do mar, peixes e vegetais.

Restaurante tem elementos mediterrâneos, asiáticos e, claro, peruanos (Foto: Reprodução/Site)

Jr. Arica 620, Urubamba, Valle Sagrado de los Incas / Tel.: +51 (84) 201 790 e 974 886 155

Hacienda Huayoccari (Valle Sagrado)
A Huayoccari Hacienda é uma fazenda privada, localizada em uma estrada de terra entre Pisac e Usabamba. Pertenceu à família Lámbarra Orihuela e é uma viagem ao século XVII. As refeições acontecem na mansão histórica, ao lado de uma rica compilação de cerâmicas e lindos jardins floridos. Na chegada, as árvores de eucalipto e Piconay oferecem uma vista estonteante. Para colocar no roteiro!

Talvez você também se interesse por… 

Uma exploração luxuosa e com propósito pelo Peru


Fotos: Divulgação/Reprodução do site e redes sociais dos restaurantes; abre: Daniela Filomeno

Posts relacionados