Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia, é conhecida como a capital das velas, e apesar de ser uma grande metrópole, está cercada por água, barcos e toda a leveza de uma vida próxima ao mar. Some-se a isso, a paixão por vinhos e gastronomia e uma forte cultura maori

*por Fabíola Carvalho, editada por Daniela Filomeno

A principal cidade da ilha Norte da Nova Zelândia é charmosa e praiana. Apesar de cosmopolita, de nada lembra aquelas cidades grandes, é tranquila e praiana. E nada como um lugar calmo para viajar com crianças não? 

No seu primeiro dia na cidade é bacana visitar a Sky Tower e ter a dimensão da metrópole a 220 metros de altura. Adultos pagam 28 dólares e crianças até 5 anos não pagam. Por 4 dólares a mais, dá para visitar mais uma vez no mesmo dia, ou seja, dá para ver a vista pela manhã e voltar a noite para jantar em um dos restaurantes da torre (The Sugar Club e Orbit 360) com as luzes da cidade ao fundo.

auckland-1

Na região de Viaduct Harbour e Wynyard Quarter tem um parquinho estilo futurista na areia e muitos restaurantes para comer com as crianças. Difícil escolher um só, a gastronomia lá passa por diversas especialidades e agrada a todos.

auckland-2

O aquário da cidade, o Kelly Tarlton’s Sea Life é um dos mais incríveis do mundo, começando pela oportunidade de estar próximo aos Pinguins Imperadores, num ambiente simulado ao que vivem na Antártica. Fazer snorkel com os tubarões ou visitá-los passando pelo túnel de vidro garante a emoção da criançada. As raias gigantes também são muito impressionantes e em alguns momentos do dia, dá para ver elas sendo alimentadas. A entrada custa 39 dólares para adultos e 22 para crianças acima de 2 anos.

auckland-3

Em um dos principais parques da cidade, o Auckland Domain, está localizado o Auckland Museum. Dentro do museu, um espaço enorme só para crianças brincarem e explorarem livremente. Conchas do mar, pedras, espécies de animais, insetos, estrelas no céu, entre outras experiências, vale por uns 3 anos de aula de Ciências!

Saindo do museu, é bem agradável passear por Parnell, o subúrbio mais antigo da cidade que é super charmoso com suas casinhas estilo vitoriano, cafés e restaurantes.

auckland-4

Para um dia na praia, Mission Bay é uma boa escolha. Além do delicioso parquinho na frente da praia, tem o restaurante Mamma Mia um italiano familiar com menu kids de alta qualidade e o vinho Syrah produzido pela Vinicola Passage Rocks.

No final de semana, em menos de 15 minutos de balsa e por 11 dólares (ida e volta), chega-se em Devonport, uma pequena e romântica vizinhança, cercada pelo mar em Waitemata Harbour, que se destaca pelo estilo das casas coloniais, restaurantes e cafés. Com uma atmosfera tranquila e passeio de charrete, é praticamente uma viagem ao passado. Aos domingos tem um grupo de Jazz no Number One Bistro que toca música para alimentar a alma. Ali, você esquece de tudo.

Mas o ponto alto de Auckland está no passeio para as ilhas no Golfo de Hauraki – a mais bonita delas é Waiheke Island – 40 minutos de balsa para chegar em uma mistura de paisagens de praias, florestas, vinícolas e oliveiras. Um lugar pitoresco e único.

auckland-5

Passear entre uma vinícola e outra para degustar os vinhos com o mar ao fundo é uma programação imperdível. E as crianças se divertem correndo nos enormes gramados.

Para o almoço na ilha a sugestão é o restaurante da Vinícola Mudbrick, com um chef estrelado que usa toda a sua criatividade arrecada ao redor do mundo para montar um menu contemporâneo, mas bem diferenciado. O Fish of the Day ou o Angus Beef Eye acompanhados do Purê de Trufas é uma experiência gastronômica e tanto. Eles ainda tem um menu kids bem variado e kits com brincadeiras enquanto as crianças esperam pelo almoço.

A vinícola vizinha, Cable Bay vale pela vista de perder a respiração.  Ainda na ilha, Onorea Village (o centrinho) tem inúmeras galerias de artes e cafés, dá para ir descendo a rua principal até chegar em Little Onorea Beach, claro, com um parquinho para as crianças.

Afinal, nas viagens, diversão para os pequenos é o que não pode faltar!

Fotos: ChameleonsEye / Shutterstock

Posts relacionados