Destino exótico na Ásia, não precisa ser riscado da lista de papais aventureiros. Com bom planejamento, é possível visitar a Tailândia e a criançada aproveitar muito

*por Fabíola Carvalho e Daniela Filomeno

É chegar em um dos aeroportos na Tailândia e imediatamente entender o porque do título de “Terra do Sorriso”. O povo conquista de cara com a sua gentileza, simplicidade e amabilidade sem igual. Impossível não se contagiar e sorrir. Apesar da distância, a Tailândia é um destino incrível para as crianças. Em qualquer lugar, as pessoas se preocupam em instalar, acomodar e servir bem os pequeninos. Se possível, o ideal é quebrar a viagem e não encarar as mais de 20 horas de voo, mais o fuso horário, hoje em nove horas.

tuk-tuk-tailandia

Em Bangkok, como em todas as grandes metrópoles, dá para sentir de perto o caos das grandes populações asiáticas – trânsito, trens lotados, barcos também. Tem que estar preparado e ter espírito de aventura, pegar um Tuk Tuk e fazer a alegria da garotada!

As margens do rio Chao Phraya, estão localizados grandes redes de hotéis, o Anantara Riverside Bangkok é um deles e recomendado para quem viaja com crianças, pois estão muito bem preparados para recebê-los. Eles contam com um sistema de barcos próprio do hotel que sai do pier a cada 30 minutos, e leva você até a estação de trem ou até o Asiatique Riverfront, uma espécie de shopping ao ar livre que funciona a partir das 17h00 e tem uma roda gigante enorme para as crianças curtirem.

asiatique-roda-gigante-tailandia

Para quem quiser uma opção cinco estrelas, o Península Bangkok tem um serviço todo personalizado para os pequenos, desde menu (com papinhas e frutas, tudo natural) programado na hora que a criança precisa comer, até amenities exclusivos.

Os templos budistas são cheios, é um pouco difícil andar com o carrinho, mas dá para ir. No fim, as crianças ficam encantadas com a magia, cores e arquitetura desses locais. Três deles são indispensáveis – o Templo Wat Pho, conhecido pela impressionante estátua do Buda deitado, o Wat Phra Kew, o templo mais sagrado da Tailândia, onde fica o Buda de Esmeralda e o Grand Palace, concebido para ser a residência da monarquia local. O rei Bhumibol Adulyadej é adorado e venerado pelo seu povo, e apesar de não morar nessa belíssima construção, essa continua sendo usada para cerimônias oficiais. Para quem tem a opção, nos dias de muito calor, vale deixar as crianças descansando no hotel, pois a programação nos templos são extenuantes até para adultos.

templo-tailandia

Um programa que as crianças sempre amam é visitar aquários. O Sea Life Bangkok está localizado dentro do shopping Siam Paragon e é muito bacana. Tem três formas de visitar os enormes tubarões que lá moram, no túnel de vidro, ficar em cima deles andando em um teto de vidro ou mergulhando com eles. Tem também o polvo e o caranguejo gigantes que são impressionantes.

sea-life-bangkok

Quem quiser visitar a capital espiritual da Tailândia, Chiang Mai, fizemos uma matéria exclusiva sobre a cidade (aqui).

Continuando a viagem pelo litoral da Tailândia, é bom ter pique para encarar a jornada até as ilhas Phi Phi. Tem que pegar um voo para Krabi ou Phuket, locais onde ficam as marinas que saem as balsas para as ilhas. De lá, um barco, uma canoa e um trator de mar te levam até um dos lugares mais bonitos do mundo. Em Phi Phi Don está a estrutura de hotéis, são poucos e o recomendado para as crianças, é o Outrigger Phi Phi Island Resort. Em uma praia privada e de frente para o mar de Andanaman – quentinho, tranquilo e azul turquesa – um sonho paradisíaco.

Se quiser dar uma escapada do hotel e conhecer a verdadeira Tailândia fora dos resorts, tem uma vilinha de moradores bem simples ao lado, com alguns restaurantes que oferecem a comida autêntica do país. Tudo muito barato e delicioso!

No próprio hotel é possível alugar um daqueles barcos conhecidos como Speed Boat e fazer um roteiro personalizado. Para quem viaja com crianças, encarar um desses de excursão e ficar sujeito aos horários do grupo é mais complicado. Então a sugestão é pagar um pouquinho mais para ter a liberdade de horário, de voltar quando quer e de fazer as paradas mais apropriadas para elas.

phi-phi-thailand

Uma dica de roteiro para conhecer as ilhas com as crianças – passar por Maya Bay (a famosa ilha do filme “A Praia”, sim é lotada de turistas, mas já que você está lá, não custa dar uma passadinha e depois ir para outras mais vazias), parar para fazer snorkeling em Lo Samah (mar verde belíssimo), passar pela Viking Cave, fazer uma parada em Monkey Beach (sim, tem muitos macacos na praia) e ver o estonteante pôr do sol perto de Nui Bay. O passeio dura entre 4 e 6 horas, depende do ritmo da família.

Depois de Phi Phi, a sugestão é passar uns dias em Phuket, na praia de Mai Khao. Phuket anda com mal fama em função do turismo sexual, praias sujas e lotadas, mas Mai Khao passa bem longe de tudo isso. É uma praia linda em uma área reservada, protegida, bem tranquila e com um pôr do sol indescritível. O Renaissance Phuket Resort & Spa se instalou por lá respeitando as leis de manter intacta a área da Reserva Natural. O hotel é ótimo, em todos os restaurantes por lá tem um menu kids com muitas opções (muitas mesmo) e ainda tem um espaço conhecido com Kids World – piscina para crianças e uma sala de brinquedos educativos, mini cozinha, atelier, aulas de tailandês, biblioteca – demais!

Em Phuket tem o Safari dos Elefantes, onde as crianças alimentam os elefantes e é possível andar com eles pela floresta. Na parte de alimentação, é bom lembrar de pedir “non-spicy” para as crianças, o sem tempero de lá já é o temperado daqui! Eles costumam gostar do Fried Rice Chicken, um arroz, com ovos, temperos e frango ou o Pad Thai, o macarrão noodles famoso por lá.

safari-elefantes-tailandia

E lembrar de estar munido com água e protetor solar para as crianças, mesmo nos melhores e mais frescos meses para viajar (entre novembro e fevereiro), ainda é muito quente.

No fim da viagem, se prepare para pegar o voo experimentando as famosas massagens tailandesas, sim, de fato, são as melhores do mundo. Todas são maravilhosas, seja em uma salinha simples no meio da cidade ou nos Spas luxuosos dos hotéis. Simplesmente viciante.

Tailândia é uma experiência sem igual para os cinco sentidos e pode, sim, ser uma boa viagem com crianças.

Fotos: Divulgação e Doraclub / Shutterstock.com

Posts relacionados