A maravilha do arquipélago venezuelano, que se assemelha à Polinésia, Los Roques é uma das mais impressionantes e intocadas opções no Caribe

Se há um destino que ficou conhecido entre os brasileiros pelo boca-a-boca, com uma narrativa emocionada de como se chega até lá (o famoso teco-teco) ou por sua paisagem estarrecedora, é Los Roques na Venezuela. O arquipélago, que congrega centenas ilhas no mar caribenho, é um destino selvagem e de grande beleza natural, onde é possível elevar ao máximo o conceito de descanso nas férias.

praia los roques

Das ilhas do Arquipélago de Los Roques, a que fornece estrutura é Gran Roque. É lá que ficam as diversas pousadas, muitas com pensão completa. É altamente recomendado, já que as opções de restaurantes e cafés são praticamente escassas. O arquipélago é formado por 360 cayos (entre ilhotas e bancos de areia), ou seja, há quase um por dia do ano para visitar. Além de ser pouco explorado, Los Roques é perfeito para quem quer sossego e, principalmente, privacidade.

ilha los roques

Além das ilhas mais visitadas, Francisqui, Madrisqui e Crasqui, já incluídas nos pacotes, vale a pena visitar Sebastopol, na barreira de corais, com impressionantes piscinas naturais para snorkel; e Dos Moiquises, onde há o projeto de preservação das tartarugas.

los roques praia

Entre as diversas opções de ilhas do arquipélago de Los Roques, Cayo de Água vale cada minuto chacoalhando no barco no mar batido. Lá é possível ver o cartão postal de Los Roques, onde o mar banha a praia dos dois lados, formando um estreito incrível, com o farol ao fundo.

los roques praia 2

Outro diferencial, que só um arquipélago com quase uma ilha por dia do ano tem, é poder passar um dia inteiro em uma ilha, literalmente, deserta. As mais conhecidas são Cayo Muerto, Fabian e Vapor. Peça ao barqueiro um cayo deserto, mas saia cedo, as chances são maiores. A primeira vez bate um medo de a maré subir e você ficar ilhado no meio do nada, de dar tédio ou do barqueiro não voltar, mas esqueça de tudo isso e faça a experiência. Vale muito.
los roques

E como uma boa praia se completa com um belo pôr do sol, o programa no final do dia é juntar as energias e fazer uma caminhada até o Forte de Gran Roque. A vista dá uma boa dimensão do vilarejo e você ainda curte o pôr do sol nas diversas colorações do mar turquesa.

los roques 1

A primeira vez que ouvi falar de Los Roques lembro que fiquei impressionada com a definição: “o Taiti das Américas”. Hoje, depois de ter visitado duas vezes, constato que não há outra forma de traduzir o arquipélago. Suas águas são incrivelmente transparentes, em tons de azul que beiram a não realidade. O Dolce Far Niente nos encantou e foi difícil deixar a ilha para trás.

Posts relacionados