São diversos pontos turísticos, templos, restaurantes, entre outros lugares para visitar no Japão. No Viagem & Gastronomia tem um monte de matérias sobre o tema, é só clicar aqui. Agora, quais são os hotspots – dicas – que acho imperdíveis? Aqui estão algumas delas.

 

Tokyo Hands

 

Uma loja onde você vai achar de tudo um pouco, de eletrônicos e perfumaria a ferramentas, mas a Tokyo Hands é imperdível pela sua sessão de papelaria japonesa. Uma infinidade inimaginável de canetas e post-its que deixam qualquer um doido para comprar tudo!

Tokyo Hands

Sanrioworld Ginza

Um mundo cor-de-rosa para a criançada, mas que enlouquece as mulheres adultas, também. Por que? Tudo dedicado à Hello Kit, no Sanrioworld. Só as duas fotogênicas bonecas na entrada da loja já fazem a felicidade das meninas. Tem tudo que se possa imaginar, de roupas a itens de cozinha. Além da famosa gatinha, a loja também é dedicada à My Melody, outra personagem famosa da Sanrio.

sanrioworld

Joël Robuchon

Dê um tempo no sushi e visite um dos melhores restaurantes do chef francês Joël Robuchon, com casas espalhadas por 11 cidades no mundo. O Château, que leva seu nome e fica em uma elegante casa no bairro de Yebisu e consegue manter seu alto padrão gastronômico do outro lado do planeta, ostenta três estrelas do Guia Michelin. Para um jantar memorável é preciso investir: o menu degustação executado pelo chef francês Alain Verzeroli sai por $ 42.000 yenes (R$ 1.470,00). Destaque para o Deep Fried Egg, um crocante ovo à milanesa servido com salmão defumado, caviar e creme azedo; seguido do espaguete com uni (ouriço-do-mar) e caviar ou o filé grelhado com macarroni gratinado com foie gras e trufas negras. Para os amantes de peixes, o Black Cod, bacalhau fresco, vem caramelizado com molho de wasabi. De sobremesa, o sorbet de cereja é tão lindo que quase não dá coragem de comer, e vem com uma casca que explode, revelando a sobremesa.

Gonpachi Nishi-Azabu

Imagina almoçar em um restaurante que foi cenário do filme Kill Bill, do cineasta Quentin Tarantino. O Gonpachi Nishiazabu é muito frequentado por japoneses, para quem acha que é um ponto super turístico, mas a fama obviamente chegou ao local. É só ver os vários quadros na entrada com diversas celebridades de Hollywood que tiveram na casa. A comida é uma delícia!

gonpachi

Entre as pedidas, o tempurá de camarão é servido no topo de gohan (arroz japonês), saladinha com molho de gergelim muito saboroso, misoshiro, acompanhado de Jasmim Tea (chá). Vale pedir um cerveja japonesa, a Kirin, e ficar observando o local e lembrando do filme. Ele foi adaptado para as filmagens e é no andar de cima que se tem uma boa ideia.

Boutique de frutas

Que tal visitar uma boutique de frutas? Sim! Não estou falando sobre as tradicionais frutarias. Alguns exemplares são vendidos no Japão em lojas que mais parecem boutiques, posicionadas como produtos de grife. Um cacho de uvas pode chegar ao equivalente de 100 dólares (ou quase 400 reais). E, acredite: elas vivem lotadas! O charmoso bairro de Ginza tem um monte dessas. Ao caminhar, vale visitá-las.

banca de frutas

Visita ao Tsukiji Market, mercado de peixes, e o leilão do atum

Disposição, esta é a palavra para quem quiser acordar às 4h da manhã para esperar por uma senha e visitar o famoso leilão do atum no Tsukiji Market, em Tóquio. Apenas uma área é destinada aos visitantes e com poucos lugares. Mas o mercado em si é muito interessante, sendo o maior de peixe do mundo. Antes de ir, verifique as regras de visitação, que são bem restritas, já que o fluxo de curiosos aumentou muito. Inclusive regras de vestimentas ou pertences, como mochilas ou bolsas grandes, que não são permitidas. Em algumas épocas do ano a área do leilão é fechada. Uma dica: marque logo na primeira manhã, o fuso trocado facilitará muito!

Aula de sushi com um sushiman japonês

Que tal aprender a fazer seu próprio sushi com um mestre japonês? E depois comer suas criações. É um experiência muito bacana que alguns restaurantes tradicionais oferecem.

aula de sushi

Dependendo da disposição, ainda você pode acordar cedo e acompanhá-lo no mercado e comprar os peixes. São muitos restaurantes que oferecem. Um bom guia (que será necessário em toda a sua viagem no Japão) poderá organizar isto.

Issey Miyake Reality Lab

O estilista famoso por seus verdadeiros origamis tem diversas lojas espalhadas por Tóquio; esta fica perto de Nezu e vale a visita (5-3-10 Minami Aoyama)

Issey Miyake

E tem mais…

Uma amiga me deu uma longa lista de lojas, que divido com vocês, afinal, comprinhas de tranqueiras típicas sempre são bem-vindas…

  • Isetan (Shinjuku) e Mitsukoshi (Ginza) são as duas lojas de departamento imperdíveis. Não dá pra perder o subsolo, que possui uma delicatessen com uma variedade incrível do doces, comidas e bebidas.
  • flying tigerFlying Tiger,  loja dinamarquesa com monte de coisinhas de casa, design bacana e preço ótimo.

Flying Tiger

  • Marimekko – loja das famosas estampas, de um designer japonês
  • Onitsuka Tiger – marca de tenis super cool
  • Cat Street – essa rua é lotada de lojas bacanas moderninhas, ela vai de um lado e do outro da Omotesando Dori
  • Kapok – loja com produtos de design (6-13-4 Jingumae, Shibuya-ku)
  • NENDO – mais uma loja de design bacana ( 2-2-16-6F Shimomeguro Meguro-ku)

Herzog

Fotos: Daniela Filomeno e Divulgação 

Posts relacionados